A CATRACA DIZ:

"A educação Política é um rio que nasce e corre pela rua onde o eleitor mora, pela sua Cidade, pelo seu Estado e pelo seu País e por fim desagua nas URNAS. Aquele que não sabe nadar, nesse rio se afoga e só pode ser salvo pelo assistencialismo. Porém sua alma permanesce condenada ao inferno(CCF 09.08.08)"

QUEM SOU!

CATRACA-PG
COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO DOS TRABALHOS NA CÂMARA MUNICIPAL DE PRAIA GRANDE-SP
Catraca, na Língua Portuguesa tem o sentido de apertar, cingir. Esta é a missão daqueles que a mim aderirem. Queremos Colocar no plenário da Câmara Municipal de Praia Grande-SP, O maior número possível de CATRAQUEIROS, dando aos nossos Vereadores e também ao nosso Prefeito, seja ele quem for, a visão de que eles não estão sozinhos, portanto precisam pensar muito antes de fazer algo que de fato não seja do real interesse da população de Praia Grande. "O que prende um homem ao outro; sem razão, é a escravidão. O que o liberta é o pensamento. Praia Grande precisa pensar! Cabeças inertes na praça, não geram idéias. Cabeças livres transformam"!

CÂMARA -s. f., Entre outras... Conjunto de vereadores e de deputados eleitos pelo povo; conjunto de pelouros que constituem a administração municipal; edifício onde se reúne a vereação ou a assembleia legislativa...

MEU MAIOR DESEJO:

Que o MUNÍCIPE de Praia Grande, crie o hábito de ir ao plenário da Câmara Municipal de Praia Grande-SP assistir aos trabalhos desenvolvidos pelos nossos Parlamentares(Vereadores).

CATRAQUEIROS ASSUMIDOS

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

UMA SESSÃO EXTRAORDINÁRIA

A catraca esteve hoje, na Câmara Municipal de Praia Grande, onde aconteceu uma sessão extraordinária chamada de audiência pública, com a finalidade de prestação de contas a comunidade por parte da secretária da saúde e Secretária de Finanças.
Constatou-se a presença dos seguintes vereadores: Rosana, Arthur, Chiquinho do Caiçara(Reeleito), Katsu(Reeleito), Edson Milan e Rezende(Reeleito).
A sessão foi presidida pelo campeão de votos da última eleição para vereador: TOTO(Reeleito).
Faltaram e essa prestação de contas os vereadores: Arnando Amaral(Eleito), Toninho Cavalcante(Reeleito), Marquinho(Reeleito), Barriga, Cássio Navarro e Márcio Barros.
Um funcionário mostrou na tela os dados da Secretária da Saúde. Os dados e números foram apresentados de roldão. Todos quantitativos. Não havia um dado na tela comparativo.
Por exemplo: Comparando um trimestre com outro ou mesmo um período com outro.
Em alguns momentos era explicado que os números não abrangiam o mês de Setembro, pois os dados desse mês não estavam computados.
Em seguida veio o da Secretaria de Finanças.
Ficou entendido que dos 15% que a lei exige para ser aplicado na saúde, foi aplicado 13%.
Foi uma apresentação curta e... Simples
A vereadora Rosana (Que pena que ficou de fora da próxima legislatura!) questionou sobre a igualdade dos números entre a prestação anterior e a que se fazia no momento.
A culpa do fato foi jogada sobre o sistema e como a pergunta era procedente, os responsáveis ficaram de verificar os dados e depois mandar uma explicação.
Os gastos da SEFIN também foram questionados por Rosana. O funcionário escalado para a apresentação dos números ficou numa saia justa e se socorreu na complexidade dos empenhos.
O secretário interveio para socorrer o funcionário, mas Rosana manteve-se firme no apontamento da incoerência dos números.
9 MILHÕES NESSE TRIMESTRE.
3 MILHÕES NO TRIMESTRE ANTERIOR
Edson Milan ia falar algo, quando das galerias um munícipe pediu a palavra.
Que lhe foi concedida.
O munícipe perguntou qual era o caráter daquela prestação de conta: meramente informativa ou de cunho decisório?
2ª Pergunta: Qual era a situação do Conselho Municipal de saúde, onde ficava e como funcionava?
O Sr. Ismael do setor de cidadania da prefeitura informou que o conselho estava trabalhando com afinco.
"Mas não disse aonde!"
O secretário informou que as reuniões do conselho eram públicas.
"Mas não disse aonde!"
3ª Pergunta do munícipe: Se existia algum trabalho da secretaria de saúde, no campo da DST AIDS, voltado para os terreiros de matrizes africanas.
A pergunta criou uma saia justa. A responsável pelo trabalho afirmou no entanto que nada impedia que o trabalho fosse feito a partir do ano que vem. Segundo ela tudo é uma questão de manifesto desejo por parte dos terreiros interessados.
Conclusão: Não existe nada feito até então.
Edson Milan interveio ao seu jeito e aproveitou para fazer um agradecimento aos funcionários da área, pelo apoio dado ao prefeito Mourão.
Arthur replicou que como sempre o fizeram e muito bem, os funcionários fazem a sua parte pela saúde da cidade.
Rosana questionou sobre o alto índice de mortalidade infantil em Praia Grande.
O secretário apontou que vários índices podem colaborar para o aumento desse índice e citou como exemplo o saneamento básico.
AH! SIM!
Arthur reclamou da baixa participação das entidades no conselho. O secretário ponderou que o problema é pontual.
Um munícipe replicou que não se pode participar daquilo que não se conhece. Pediu mais divulgação das reuniões, pediu a data da próxima reunião e aonde seria.
Edson Milan sai em defesa passional da prefeitura, dizendo que não cabia a mesma a divulgação dessas reuniões.
O secretário informou que as reuniões são sempre na última terça-feira do mês no paço municipal.
Ufa! Finalmente essa informação.
Não havendo mais quem se interessasse em falar, o presidente da mesa deu por encerrado os trabalhos.
Vejam o comentário feito por Edson Milan a digamos um "correligionário" a respeito da sua reação a ultima pergunta do munícipe:
"Não pode deixar crescer. Se deixar falar cresce muito"
É gente, os próximos quatro anos, serão os mesmos!

Um comentário:

Junior disse...

Que coisa!

Junior